Quantas vezes você já ouviu sobre separar vida pessoal e profissional? Para o lado emocional, essa afirmação é humanamente impossível. Imagine a cena: Na hora do café de domingo você passa a ocupar a sua mente com o prazo de um relatório, com aquela reunião sobre o problema complicado da empresa ou algo a ver com os seus compromissos. Isso lhe causa sentimentos de angústia. Você se identificou?

A situação citada atinge milhares de pessoas. Além do estresse, essa angústia pode se ampliar para inúmeros outros sintomas físicos e mentais. Conforme a Isma-BR (representante da International Stress Management Association), mais de 70% dos brasileiros que estão no mercado de trabalho sofrem alguma sequela ocasionada pelo estresse. 

Concordamos que seria ótimo encerrar o expediente e realmente se desligar do trabalho, mas como há uma integração dessas duas realidades, podemos utilizar alguns passos básicos da psicologia a nosso favor para maior equilíbrio e satisfação diária. 

01. Autoconsciência

Estamos habituados com uma realidade na qual há a supervalorização da produtividade. Nesse universo devemos, com perfeição, dar conta da família, hobbies, trabalho, estudos, emocional, amigos e colegas. Tentar alcançar esse ritmo utópico resulta em um ciclo de cansaço e frustração, porque quando falhamos em alguma dessas áreas, geralmente ocorre a famosa autocobrança. 

Procure reconhecer se esse estado faz parte da sua realidade. O desafio é desacelerar a mente, pensar nos acontecimentos e no que você vem sentindo com relação a eles. Essa prática possibilita que você seja assertivo em encontrar as origens do que vem te esgotando e procurar uma solução. 

Trata-se, como mencionamos, de uma prática diária. É normal que você tenha dificuldade de relaxar a mente em um cotidiano repleto de estímulos. Confira o nosso material sobre ansiedade e conheça algumas maneiras que podem ajudar você a “desacelerar” e melhorar sua qualidade de vida. 

02. Aceitar a imperfeição 

Algumas vezes cuidamos até demais para que tudo saia perfeito nas nossas atividades. Podemos até mesmo nos cobrar por processos que não dependem da nossa ação. O fato a ser aceito é que somos passíveis de erros como seres humanos e que eles fazem intrinsecamente parte dos nossos aprendizados. Permita-se falhar. Deixe-se recomeçar. 

É muito importante lembrar que a sobrecarga e autocobrança excessiva são fatores que agravam os sentimentos negativos, podendo causar futuros transtornos mentais. Dessa forma, sempre que necessário e for possível, peça auxílio a alguém. Muitas vezes seu/sua gestor(a) pode não ter ciência de como você se sente na rotina de trabalho, converse e discuta possíveis formas de melhorar a sua rotina de trabalho. 

03. Desconecte-se 

Procure separar momentos para pausas em seu dia. No calor do momento, sair para tomar uma água ou café é uma ótima ideia para dissipar aquelas nuvens escuras da nossa mente. Em relaxamento tomamos as melhores decisões e aliviamos o esgotamento ao final do dia.

Principalmente em momentos fora do ambiente de trabalho, é necessário se desconectar da correria. Separe tempo para a família e amigos. Ter momentos sociais e discutir além de assuntos de rotina é valioso para desviar um pouco a sua atenção. 

Além disso, estar se atualizando e estudando em casa é, sem dúvidas, importante, mas tirar um tempo para se distrair e praticar algo que gosta é essencial. Enquanto você pratica um esporte ou algum outro hobbie, ocorre o controle dos pensamentos martirizantes e ansiosos, o que trará alívio de estresse e um sentimento de prazer. 

04. Saiba se organizar 

Aquela história de que nos encontramos em nossa própria bagunça é falha. Quando não temos controle das informações, a tendência é que cada vez mais estejamos em um emaranhado. Os prazos se perdem, ocorre a procrastinação, a informação importante some. Deixar as coisas sempre alinhadas evita o retrabalho e o uso desnecessário de energia. 

Além da tradicional agenda e do post-it, há também ferramentas de aplicativos para os adeptos da tecnologia que podem facilitar consideravelmente a sua organização durante a semana. 

Mais uma dica é exercitar o foco. Determine as atividades que são prioridade no seu dia. Lembre-se de selecionar apenas alguns objetivos por vez, assim você conseguirá manter a sua atenção. Ainda, estabeleça prazos saudáveis e realísticos para a conclusão de cada item a fim de gerenciar e organizar o seu tempo. 

05. Use a psicologia ao seu favor 

Podemos entender melhor porque sempre reagimos de certa forma ou saber lidar com as coisas que tanto frustram nossos dias nos gerando medo ou ansiedade. Não deixe a sua saúde chegar ao limite. Aproveite o apoio de terapias psicológicas para que você consiga gerenciar melhor a sua saúde mental, além de desenvolver autoconhecimento e auxiliar na solução de conflitos. 

A psicoterapia não tem restrições. Pode ser usada em qualquer momento da sua vida para auxiliar na sua satisfação diária gerando inúmeros benefícios que proporcionam qualidade de vida. Você pode encontrar serviço psicológico público em universidades locais ou SUS, e privado por meio de consultas particulares. Também existem algumas plataformas que podem ser contratadas pela empresa empregadora que oferecem atendimentos pontuais ou mesmo de médio e longo prazo.